Holiday apoia mudança

Fernando Holiday

O vereador Fernando Holiday (DEM), que tem sido um crítico do Projeto Ruas Abertas na Medeiros de Albuquerque, compareceu à audiência deste domingo.

Ao final, considerou o saldo do encontro positivo, pois, como disse, “ambos os lados são a favor do projeto; a única divergência é o local de sua realização”.

O vereador chegou a entrar com um pedido junto ao Ministério Público para defender a mudança do projeto Ruas Abertas para outro local.

Visita ilustre na audiência

Tom Green e Seu João Batista, morador do Beco do Batman e dono do muro que teve novo grafite pintado.

Tom Green, fundador do movimento SOSsego Vila Madalena surpreendeu neste domingo ao comparecer à audiência pública sobre o fechamento da Medeiros de Albuquerque.

Contou que está residindo no Interior, onde viabiliza a produção de suas luminárias, e que não podia deixar de vir apoiar os moradores da Medeiros e redondezas.

“Comecei esse movimento contra o barulho anos atrás e acho que precisava estar aqui para dar apoio ao pessoal”, disse ele.

Dimenstein explica não
participação na audiência

Gilberto Dimenstein.

Gilberto Dimenstein, proprietário do Armazém da Cidade, que promove eventos do Ruas Abertas, não participou da audiência publica de domingo (07.05) na Prefeitura Regional, sobre o fechamento da Rua Medeiros de Albuquerque.

Segundo explicou ao blogue ‘A Voz da Vila’, preferiu que outras pessoas pudessem ter visibilidade, porque o projeto é de um grupo, e não apenas seu.

Dimenstein continua defendendo o Ruas Abertas na Medeiros pois, como disse, aquela via “foi escolhida depois de várias audiências públicas”. Fez questão de esclarecer, porém, que o Armazém da Cidade é desvinculado do fechamento da rua:

“Uma coisa é o projeto, e outra o Armazém da Cidade, que funciona com ou sem a rua fechada. Aos sábados, consegue atrair ainda mais gente do que no domingo e, por isso, já estamos expandindo para sexta-feira”, disse ele.

 “Sem os custos da Rua Aberta – prosseguiu – haveria até possibilidade de oferecer mais eventos dentro do Armazém; todos os custos são bancados por nós”.

Ressaltou ainda que a casa tem alvará para eventos, monitora os decibéis (“até pedimos ajuda para a Prefeitura”) e sua tendência é reforçar projetos culturais educativos.

“Estamos elaborando um projeto de sustentabilidade para que se ofereça cada vez mais eventos culturais gratuitos”, finalizou.

Prefeitura fará proposta conciliatória para Medeiros

Participantes lotaram o auditório da Regional. Foto: Carmem Busana

A Prefeitura Regional de Pinheiros/Vila Madalena vai apresentar nos próximos dias uma proposta para tentar conciliar interesses de moradores e organizadores do Projeto Ruas Abertas na Rua Medeiros de Albuquerque.

Foi o que ficou decidido na audiência pública sobre o tema realizada neste domingo (07.05) no auditório da Prefeitura Regional, que ficou lotado com a presença de participantes de ambos os lados.

Moradores defenderam o Ruas Abertas (promovidos nos domingos e feriados), mas propuseram que ele seja realizado em outro local, não na Medeiros de Albuquerque, pois reclamam do barulho e do fechamento da via.

Cássio Calazans, presidente da Sociedade Amigos de Vila Madalena (Savima), sugere a mudança do evento para Praça Victor Civita.

“Seria um local ideal, pois praticamente não há residencias em volta, só prédios comerciais, e a praça tem toda a infraestrutura necessária para receber o público”, afirmou.

Organizadores do projeto, porém, defendem que ele continue no mesmo lugar, como justifica o Professor Dirceu Dias, conselheiro do Ruas Abertas da Medeiros, onde reside há mais de 30 anos:

Segundo ele, “se houve excessos no passado, o que se procura hoje é adequar a situação para um espaço de convivência no qual todos possamos usufruir. Além do que o Ruas Abertas é um fator indutivo na geração de empregos e manutenção de micro-negócios locais”.

 

Audiência pública sobre
Medeiros, neste domingo

Banners produzidos por moradores.

Moradores e vizinhos da Rua Medeiros de Albuquerque produziram banners para divulgar na Internet sua reivindicação pela transferência do Projeto Ruas Abertas daquela via para outro local.

Neste domingo (07.05), a partir das 9h30, será realizada audiência pública na Prefeitura Regional de Pinheiros/Vila Madalena (esquina das avenidas Nações Unidas com Frederico Hermann Junior) para discutir o problema.

De um lado, estão os proprietários do Armazém da Cidade, que promove eventos do ‘Ruas Abertas’ aos domingos, fechando a rua ao tráfego de veículos; de outro, os moradores que reclamam do barulho e do direito de ir e vir.