Savima reage a
carnaval de rua: “Basta”!

Foto tirada pela moradora Cristina

A Sociedade Amigos de Vila Madalena (Savima) divulgou manifesto, esta semana, no qual pede o fim do carnaval de rua no bairro. Segundo a associação, esse evento dessa magnitude tornou-se “incontornável e incontrolável”.

“Moradores e comerciantes ilhados em suas casas e comércios, tristes e atentos com a insanidade e a destruição de um bairro, que não tem condição alguma de receber milhões de pessoas”, diz o documento.

Leia abaixo a sua íntegra:

“Carnaval de rua em bairros residenciais, especificamente na Vila Madalena, tornou-se incontornável e incontrolável. Crise que agora toma jeito de agonia violenta, suja, com espasmos brutais. Não há como confundir com vitalidade esses estertores do gigante drogado.

O buraco é mais embaixo e não dá para esconder. Ambulantes se espremem pelas ruas, vendendo cerveja, inclusive para menores de idade; outros, atacam o comércio de drogas e, na euforia da libertinagem, crianças e adultos passam mal, vomitam, entram em coma alcoólico.

Moradores e comerciantes ilhados em suas casas e comércios, tristes e atentos com a insanidade e a destruição de um bairro, que não tem condição alguma de receber milhões de pessoas. De qualquer modo, uma coisa é certa: o carnaval não dá grande retorno aos cofres públicos. Dá mesmo é prejuízo. De diversos tipos.

Sabendo-se que evento dessa magnitude na Vila Madalena, não é bom para os moradores, não é bom para os comerciantes, não faz bem para a saúde do bairro e não é bom para as autoridades. O que nos resta, utilizando do bom senso, é retirá-lo daqui e encaminhá-lo para lugares apropriados, de fácil acesso e com condições de receber milhares de pessoas: Sambódromo, Interlagos, Av. Tiradentes etc …

Na Copa do Mundo não havia blocos, mas a Vila Madalena recebeu milhares de pessoas e, a partir daí, percebeu-se a precariedade de um bairro residencial para acomodar essa multidão. Foi um sinal para que as autoridades na época, prestassem atenção na luz vermelha que acabara de acender. Mas o desleixo e o desrespeito com quem vive a Vila 24 horas por dia foi acionado e, ao contrário do que esperávamos, agigantaram o evento Carnaval de Rua na Vila Madalena e, claro, não deram conta da ordem, da limpeza, da segurança, do transporte, das pichações, das necessidades físicas, das pessoas mal intencionadas, da sinalização, do trânsito e do respeito humano.

Não há campanha pública educativa, não há qualquer restrição à prática deletéria que degrada um dos mais belos e descolados bairros do mundo. A coisa se repete sistematicamente. Neste carnaval, fotos e filmagens assustadoras. Sanitários químicos não podem e não devem ficar em frente a residências ou comércios, pois os valores de impostos pagos por eles não merecem de troco privadas que cheiram a urina e que embrenham na alma de cada um e faz o coração lacrimejar de tristeza.

O altíssimo volume de som, ultrapassando os decibéis admitidos oficialmente na Lei do Silêncio, onde quase sempre o estrondo substitui a musicalidade, não leva em conta o fato de que nos bairros há também moradores que desejam dormir, querem sossego, precisam de repouso; que aí há crianças, idosos, enfermos e também gente adulta, sadia, que não se interessa pela folia, muito menos pelo barulho.

Numa cidade em que a mobilidade urbana já é crítica, o direito de ir e vir dos moradores se vê severamente limitado por longo tempo. O sono é proscrito para muitos; o sossego fica proibido. Quem não quer ensurdecer que se mude. E, se quer paz, dane-se: é carnaval! Quem não deseja ver danificada sua casa, seu edifício ou seu estabelecimento de comércio, providencie tapumes e arque com os gastos, pois o Poder Público não tem nada com isso.

Na lógica dos donos da folia, mais importante que o direito dos cidadãos é o dinheiro gordo de alguns patrocínios, o livre crescimento do capital no mercado da alegria, que não dá nenhum retorno aos bairros explorados: que os deixa imundos, depredados, arrasados, para glória e lucro de poucos.

O direito à saúde pública desaparece. O valor do patrimônio artístico é menosprezado. Aqui, pelo jeito, moradores não contam. Só existem enquanto cidadãos na hora de pagar o IPTU, sempre muito alto, e só então a Vila Madalena passa a ser “área nobre”.

A taxação é pesada e inexorável para quem sofre os desmandos carnavalescos. Os donos da folia sabem que podem usar e abusar do espaço público; a conta da depredação nunca lhes será cobrada.

Eles caracterizam sua promoção como cultural, mas é difícil encontrar cultura no circuito planejado para o desfile. A criatividade, a beleza, o humor, a crítica, a inteligência, foram varridos no espaço mais privilegiado dessa folia. O que se vê, de fato, é o que acontece em outro desfile: aquele que acumula milhares de pessoas à procura de sexo e loucuras.

Com certeza absoluta, ninguém merece esse tipo de coisa em frente de sua casa ou comércio.

Por isso, para quem tem condições, o melhor é desviar desse evento que acaba durando mais de um mês.
Sim, porque tem o pré do pré.
Depois do pré do pré, o pré.
Aí vem o Carnaval.
Depois o pós.
E, em seguida, o pós do pós.
Ufa, acho que terminou.

Vamos terminar com isso?”

SAVIMA Sociedade Amigos de Vila Madalena
Cassio Calazans de Freitas – Presidente

35 pensamentos em “Savima reage a
carnaval de rua: “Basta”!”

  1. I am not sure where you’re getting your info, but good topic. I needs to spend some time learning much more or understanding more. Thanks for fantastic information I was looking for this information for my mission.

  2. Today, while I was at work, my cousin stole my apple ipad and tested to see if it can survive a 30 foot drop, just so she can be a youtube sensation. My iPad is now destroyed and she has 83 views. I know this is totally off topic but I had to share it with someone!

  3. It is the best time to make some plans for the future and it is time to be happy. I’ve read this post and if I could I desire to suggest you some interesting things or tips. Perhaps you could write next articles referring to this article. I desire to read more things about it!

  4. Hey there are using WordPress for your site platform? I’m new to the blog world but I’m trying to get started and create my own. Do you need any html coding expertise to make your own blog? Any help would be really appreciated!

  5. Every weekend i used to pay a visit this web site, for the reason that i wish for enjoyment, as this this site conations in fact pleasant funny information too.

  6. Thanks a lot for sharing this with all of us you really understand what you’re speaking approximately!
    Bookmarked. Kindly additionally talk over with my website =).
    We could have a hyperlink change contract between us

  7. I know this if off topic but I’m looking into starting my own blog and
    was wondering what all is required to get set up?
    I’m assuming having a blog like yours would cost a pretty penny?
    I’m not very web smart so I’m not 100% certain.
    Any recommendations or advice would be greatly appreciated.
    Appreciate it

  8. Pessoal da Savima,

    Boa noite!

    Agora 20:40h do dia 05/03 e o barulho do carnaval que está sendo realizado na rua Cunha Gago com Pe Garcia Velho está infernal.

    Tenho um bebê recém nascido em casa que não consegue dormir.

    Quando vamos usar do nosso direito de cidadão para erradicar o carnaval em bairros residenciais como pinheiros/vila Madalena?

    Com a subprefeitura atual não consigo ver nenhuma ação pró-moradores.

    Temos que pensar em outra alternativa. Talvez via judicialização.

    O que vocês acham?

    Estou a disposição para atuar nesta frente.

    Obrigado

    Nathan

  9. Absurdo a falta de respeito e descaso dos administradores públicos independente de partido,varrer a sujeira das ruas e deixar a vergonha dessa festa tão bonita permanecer em ruas de bairros como vila madalena pinheiros. É necessário mudanças e soluções para tais eventos onde exista o acúmulo de pessoas. Talvez uma programação de desfiles de blocos em espaços onde não atinjam outras pessoas. Ex: parques, blocodromo ..! Tai uma boa ideia ..! Quem sabe exista interesse dos administradores quanto ao projeto de algumas dezenas ou centenas de milhões para construir um BLOCODROMO…! Talvez ai (aos costumes )esteja a solução….!

  10. Temos que acaba com estes canaviais da vila Madalena não da mais para aguentar esta bagunça obrigado

  11. Chega de tanta falta de respeito para com um bairro que muitos amam e milhares destroem.
    As autoridades não podem e nem devem fingir que nada está acontecendo. Chega de carnaval na Vila Madalena.

  12. APOIADO!! Concordo totalmente!!! Faço destas as minhas palavras!! Chega, basta, enough, the end, fim, acabou!! Carnaval na Vila Madalena NUNCA MAIS!

  13. Concordo plenamente. Nenhum bairro residencial merece este desrespeito ao direito alheio. Não existe civilidade, cada um faz o que quer. Acho que a SAVIMA deveria organizar um abaixo assinado para que fosse levado ao poder público. Duvido que algum vereador queira entrar com um projeto de lei para a retirada do carnaval e de outros tantos eventos públicos do nosso bairro, pois esta atitude não geraria votos na próxima eleição.

  14. Penso que já está tarde!!Moradores que pagam impostos nao merecem um desrespeito dessa magnitude em frente suas casas .Sempre achei que carnaval de rua deveria acontecer em grandes avenidas..onde nao há residências.Festa se assim.podemos chamar…ou FOLIA….que seria a palavra adequada não tem lugar em um bairro residencial…..Torço muito para que está FOLIA tenha um fim brevíssimo para sempre!!!!!

  15. Quem lucra mesmo são os patrocinadores. Virou negócio de grande porte, ninguém está dando a mínima para os moradores . O carnaval de blocos pequenos e de moradores já não existe mais. Vi até grupo turístico com guia. Eles estão vendendo a Vila. O lucro, obviamente , são desses grandes negócios . Em tempo: e , enquanto isso , se desvia a atenção toda para os pixadores, como prova de rigor e cuidado para com a cidade.

Os comentários estão desativados.